-

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Despertar o Terceiro Olho: Sintonizando o Espírito


Despertar o Terceiro Olho: 

Sintonizando o Espírito

A meditação regular e uma atenção constante dos pensamentos, emoções, ações e fala abre nossos chacras, desenvolve espirituais orientadores do sistema, o nosso centro psíquico, comumente chamado de "terceiro olho" ou o "Ajna Chakra (Ajna meios de comando).
Third Eye Activation Mind's Eye Pineal Gland Opening EvolutionCom a prática, podemos aprender a usar isso em nossas vidas. respiração controlada … permitindo respirações profundas e exale lenta oxigena o sangue e abre importantes centros de energia em nosso corpo que permite Prana / Chi … a força da vida fluir livremente através de … bem como aproveitando as energias do universo e abrir todos os canais para deixar a luz brilhar através de …
Existem muitas formas e metodologias para abrir o Terceiro Olho compartilhada na Internet e em livros e vídeos amplamente visto por milhares cada dia como a consciência da nossa existência espiritual se expande a semeadura a centelha de evolução dentro da nossa consciência … O primeiro passo para um despertar espiritual é uma mudança na visão de mundo a partir da separação de Unidade e Igualdade. Como esse entendimento se aprofunda o ego ou a falsa sensação de auto derrete afastado dando forma a uma marca nova percepção de si como um com o infinito campo unificado de consciência, sabemos por vários nomes e em muitas formas e cores.
Aqui está um excerto do livro Meditação por Linda Williamson …
Centrais …
Existem sete principais centros de energia dentro do corpo. Eles são chamados de "chakras", a palavra sânscrita para a roda, porque eles aparecem clarividente como vórtices de luz. Os chakras estão situados em uma linha ao longo da coluna, começando com o chakra raiz, na base da espinha. Seguinte é o chakra sacral, no centro de reprodução, o plexo solar no naval, o coração, a garganta e testa o. O maior centro no alto da cabeça é chamado o lótus de mil pétalas.
Como uma pessoa começa a evoluir espiritualmente, os chakras começar a abrir e expandir, a partir do menor para cima. A expansão do plexo solar proporciona maior sensibilidade e intuição. Como o coração se abre, somos capazes de dar e receber maior amor e compaixão. A expansão do centro da garganta começa capacidade criativa e auto-expressão, enquanto a coroa nos conecta com as dimensões superiores de espíritos e com as divindades.
O terceiro olho sempre esteve ligada com poderes psíquicos e de ocultismo. Retratado como um olho no meio da testa, o seu desenvolvimento dá a capacidade de ver com a visão interior. Este abrange muitas coisas: a clarividência, vendo espíritos, visão remota ou ver coisas em lugares distantes, e que prevê, no futuro. No nível mais alto, confere o dom espiritual de "insight" eo conhecimento espiritual.
Quando você começa a ver imagens vívidas e cores durante sua meditação, isso é um sinal de que seu terceiro olho está se desenvolvendo. Todas as práticas de meditação estimular o desenvolvimento do terceiro olho, particularmente aqueles que envolvem visualização. O exercício seguinte é particularmente útil porque focaliza a atenção no ponto exato onde o terceiro olho está situado.
NamasteAbrindo o Terceiro Olho:
Este é um exercício muito prático para ajudar a desenvolver o seu terceiro olho. Não insistem em olhar para a vela se seus olhos começam a cansar-se ou sentir-se sensível. Lembre-se que o foco não é a vela, mas o seu terceiro olho.
Exercício: meditação Vela
1. Encontrar uma vela de cor que você gosta, talvez branco, dourado ou roxo como estas são as cores espiritual. O quarto deve ser escuro. Coloque a vela sobre a mesa cerca de um metro de distância de você, um pouco abaixo do nível dos olhos. Light-lo e olhar fixamente para a chama. Acalmar sua mente e sua respiração estável.
2. Depois de alguns minutos, feche seus olhos. Você verá a imagem depois de a chama como um pequeno ponto da luz branca no olho da sua mente, o ponto entre os olhos físicos. Mantenha sua atenção fixa sobre esse ponto de luz. Não tente mudar, controlar ou mudar isso, basta observar.
3. A luz pode aparecer para mover para cima. Pode mudar de cor. Mantê-lo na sua visão interior enquanto você pode. Você pode ser surpreendido quanto tempo a imagem permanece, por vezes sumindo e reaparecendo novamente. Quando ele desaparece totalmente, abra os olhos e olhar para a vela de novo.
4. Repita o procedimento três vezes. A última vez, tente segurar a pós-imagem estável, sem vacilar. Quando você não pode vê-lo, mantendo os olhos fechados, continuam a ver o espaço onde ele foi. Esteja ciente de todas as cores ou imagens que aparecem lá.
O terceiro olho tem vários outros nomes, incluindo "a sede da intuição". Ao focar nesta área durante a meditação, nós ganhamos uma consciência profunda e persistente de nossa intuição e discernimento. Com a prática regular, essa consciência pode chegar em nossas vidas diárias. Quando tomamos decisões ou enfrentar situações difíceis seremos capazes de tocar em nossa capacidade de julgamento – em vez de depender de fontes externas para obter respostas para nossos problemas.

O Chakra do Terceiro Olho é frequentemente bloqueados pelo ego, ou um senso de pessoal "eu" como uma entidade separada física. Ao render-se a existência ea prática persistente que ajudam a criar uma maior consciência do terceiro olho e deixe a luz dentro de brilhar em uníssono com a intenção divina que dirige os nossos pensamentos, ações, emoções e nosso discurso. O canto da AUM com um fluxo de respiração controlada e relaxante é uma das mais antigas formas conhecidas para entrar em sintonia com o poder do terceiro olho, o ponto focal da intuição, o centro do nosso sistema de orientação espiritual ajudando-nos entrar em sintonia com todas e todas as freqüências de a consciência se manifesta como um número …

sábado, 21 de janeiro de 2012

SONS ESTRANHOS QUE ESTÃO ABALANDO O MUNDO

MUITO ESTRANHO NÃO É ????..... LAST CHANCE










Filmei esse som no dia 29/09/2011 às 21:30 , esse som era alto e engraçado que ninguem percebia, existem outros videos como esse no mundo inteiro com esses sons estranhos. Vamos acorda gente tem algo muito estranho acontecendo no nosso Planeta. Há durou uns 25 minutos Pesquise som estranho em Ucrania,no You Tube



Strange Sounds in Curitiba / Brazil 1.9.11 - The 2011 Sound Phenomena "Earth Groaning" Part 6




Strange Sounds in Colorado 22.08.11 - The 2011 Sound Phenomena "Earth Groaning" Part 16





Strange Sounds in Odessa / Ukraine 28.08.2011 - The 2011 Sound Phenomena Part3



Strange sound in the sky - Curitiba - Brasil - Som estranho no céu










segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Visões da Ayahuasca..Alienigenas

Texto extraído de: Visões da Ayahuasca: A Iconografia religiosa de um Shaman Peruano

Sobre as Visões - Algumas iconografias de maior importância:

Naves Espaciais

 O tema das naves espaciais tem grande importância nas visões de Pablo. Como logo vimos, quando a curandeira que curou sua irmã deu-lhe ayahuasca, Pablo viu um imenso disco voador fazendo um tremendo zumbido que o deixou em pânico. Don Manuel Amaringo, o irmão mais velho de Pablo, tem uma história similar. Ele me contou - com lágrimas em seus olhos - que o principal ícaro (canção de poder) que ele utilizou para curar muitas pessoas, ele o aprendeu de uma fada chamada " Altos Cielos Nieves Tenebrosas", que veio em uma nave espacial azul.
Ela me perguntou: você quer ouvir minha música? Ela cantou e aquela música permaneceu em meu coração.
A despeito da freqüência com que Pablo descreve naves espaciais, ele é espaçado em seus comentários sobre elas. Pablo diz que estes veículos podem ter diversos formatos, são capazes de atingir velocidade infinita, e podem mover-se debaixo d'água e dentro da terra. Os seres que viajam nelas são como espíritos, tem corpos mais sutis do que os nossos, aparecem e desaparecem. Eles pertencem a uma avançada civilização extraterrestre, a qual vive em perfeita harmonia. Grandes civilizações ameríndias como a Maya, Tiahuanaco e a Inca contataram estes seres. Pablo disse que viu em suas jornadas com ayahuasca que os Mayas sabiam sobre esta mistura (com seu povo), e que eles vieram de outros mundos em vários momentos de sua história, mas que estão prontos para retornar para este planeta.
De fato, ele disse que muitos dos objetos voadores vistos por pessoas hoje são pilotados por peritos mayas.[1]
Os extraterrestres estão em contato com os nina-runas (povo do fogo) que vivem no interior dos vulcões. Eles se comunicam telepaticamente com os outros. Sob o efeito da ayahuasca, pode-se ver estes seres e seus veículos, mas poucos vegetalistas atualmente tem contato com eles, apenas alguns escolhidos, a quem os extraterrestres ensinam canções de poder e fornecem informações para ajudar a curar seus pacientes.

A antropóloga francesa Francoise Barbira-Freedman, quem fez um extenso trabalho sobre a Lamista(?) da província de S. Martin, contou-me que entre seus informantes shamans, avistamentos de espaçonaves através da ayahuasca são comuns. Quando eu visitei D. Manuel Shuna, o tio de Pablo, um vegetalista com mais de 90 anos, eu lhe mostrei várias fotos das pinturas de Pablo. Apontando para o disco voador em uma das fotos, ele me disse excitado, quase estressado, que nos últimos dois anos ele vinha sendo assombrado por seres que saíam de máquinas como aquela. Ele disse que aqueles seres pairavam levemente sobre a superfície da água. D. Manuel descreveu aquelas máquinas como tendo aproximadamente 50 metros de comprimento, com luzes que tornavam a noite clara como o dia. Quando paravam, nunca tocavam a superfície da água, mas permaneciam suspensos no ar. Algumas vezes os seres que estavam a bordo destas máquinas derrubavam algumas árvores e as levavam todas de uma vez com eles. Dom Manuel disse: Eles sabem quando eu estou bebendo ayahuasca. Eles vem e cantam (me ensinam) todos os tipos de canções e os ícaros (chamadas ou canções de poder) que eu canto. Eles também sabem como orar. Eles querem ser meus amigos, porque existem coisas que estes seres não sabem. Eles querem me levar com eles, mas eu não quero ir, porque estas pessoas comem uns aos outros. Eles me apavoram por moverem terra, ou ao derrubarem grandes árvores. Eles quase me enlouqueceram. Mas eles não demoraram a ir embora, porque eu assoprei tabaco neles.

Está claro que é muito difícil saber o que fazer com este tipo de relato. Parece que os shamans estão constantemente se apropriando de quaisquer inovações que vêem ou ouvem, usando-as em suas visões como metáforas vivas para ir além na exploração das esferas espirituais, para aumentar seus conhecimentos, ou para se defenderem de um ataque sobrenatural. Os shamans de Shipibo recebem livros em suas visões, nos quais podem ler a condição de seus pacientes, recebem espíritos farmacêuticos, ou viajam em naves com um sugestivo design geométrico para o fundo dos lagos para recuperar a alma de seus pacientes (Gebhart-Sayer 1985:168,172:1986:205;1987:240). Canelos Quichua recebeu dos espíritos máquinas X-ray, aparelhagem de pressão sangüínea, estetoscópio, e um conjunto brilhante de luzes cirúrgicas. Um shaman Campa aculturado usa em suas curas um rádio para se comunicar com os espíritos da água (Chevalier 1982:352-3). Os Shamans de Shuar, que adquiriram de várias plantas, animais, pedras, ou outros objetos, flechas mágicas para curar ou se defenderem, também recuperaram um witrur (vitrola em espanhol, fonógrafo) (Pellizzaro 1976:23. 249); Don Alejandro Varquez, um vegetalista que vive em Iquitos, contou-me que além de anjos com espadas e soldados com armas, ele recebeu um jato que usa quando é atacado por feiticeiros fortes (Luna 1986:93: veja também Pellizzaro 1976:47); Dom Fidel Mosombite, um hoasqueiro de Pucallpa, contou-me que em suas visões ele recebeu chaves mágicas, que o habilitaram a dirigir carros e naves de diferentes tipos.

 Voar é o tema mais comum do shamanismo em qualquer lugar. O shaman pode se transformar em um pássaro, inseto, ou em um ser alado, ou ser levado por um animal ou outro ser para outras esferas (realidades). Os shamans contemporâneos às vezes usam metáforas baseadas em invocações modernas para expressar a idéia de voar. Desta maneira, não é estranho que o tema UFO, o qual é parte do imaginário moderno - talvez, como proposto por Jung (1959), seja uma expressão arquetípica dos nossos tempos - é usado pelos shamans como um dispositivo de transporte espiritual para outros mundos. Os discos voadores, seres extraterrestres, e civilizações intergaláticas que aparecem nas pinturas de Pablo, não devem necessariamente ser considerados incomuns ou estranhos para o shamanismo amazônico; eles podem ser manifestações de temas antigos. Descrições de jornadas shamanicas sob a influência da ayahuasca e outras plantas psicoativas, mesmo entre as tribos amazônicas isoladas, freqüentemente incluem a idéia do shaman ascendendo ao céu para se juntar aos seres celestiais ou, ao contrário, seres celestiais descendo ao lugar da cerimônia.[2]
Mbos Valle (1979) e Meheust (1988) notaram o paralelismo que pode ser encontrado entre temas folclóricos, jornadas shamanicas, e abduções por discos voadores. Como em outras partes do mundo hoje, a Amazônia é constantemente bombardeada por novas imagens exóticas e símbolos que rapidamente se misturam à crença tradicional

 Entretanto, a conexão entre UFOs e tryptamina foi anotada por Terence Mckenna, quem averiguou por pesquisas que o contato com UFOs é o tema mais freqüente mencionado por pessoas que tiveram experiências com psilocybin, usando 15-miligramas, dose suficiente para trazer à tona o potencial dos efeitos psicodélicos (cf. Mckenn 1984, 1989). Eu tenho escutado relatos semelhantes dos caboclos que beberam ayahuasca, Psilocybin cubensis (cogumelos), ou dimethyltryptamina pura. Como Valle (1979:209-10) anotou, os UFOs são manifestações físicas que não podem ser entendidas fora de sua realidade psíquica e simbólica. O tema UFO é um assunto que não pode ser negligenciado pelos antropologistas cognitivos, psicólogos e pessoas interessadas na mitologia do homem moderno



OPERAÇÃO CORAÇÃO ESPIRITUAL

 Isso aconteceu quando eu cheguei em Tamanco em 1959. Meu pai me levou para um acampamento chamado Brasil. Em uma casa em uma extremidade da cidade, viveu uma mulher chamada Maria Pacaya. Meu pai tinha para curar vários pacientes, e lá ele tomou ayahuasca. Ele também me deu a bebida depois de soprar sobre ele com o propósito de ajudar-me, como eu estava sofrendo de uma doença cardíaca.
A bebida era tão forte que eu estava à beira de gritar. As visões eram tão vívidas que eu pensei que eu vi não era apenas imaginação, mas um contato com algo físico e real. Eu vi esfinges, eu estava na África, Europa e Américas, e de repente eu vi um médico vestido com um terno cinza-violeta. Ele era um americano. Sua esposa estava usando um vestido verde-esmeralda. Sua filha tinha um vestido da mesma cor. Eles pareciam ser enfermeiros, e teve com eles bisturis, tesouras, pinças, ganchos, algodão, agulhas e linha, e medicina de vários tipos.

O médico me pediu para tirar a camisa. Ele pegou uma faca grande, ampla e abriu-me da clavícula até a última costela do lado esquerdo. Com um martelo, ele quebrou as costelas e abriu meu peito. Ele colocou meu coração em um prato, onde operou em suas artérias e se juntaram a eles com algum tipo de tubos de plástico macio. O médico me mostrou o local do dano em minhas artérias.

Entretanto, a filha do médico já tinha preparado a agulha e agulha para costurar threaded a ferida. Eles colocaram o meu coração de volta em seu lugar, fechou meu peito, e limpos e costurou a ferida. Eles me disseram que eu tinha de jejuar por uma semana. Eu fiz isso, e desde então eu me senti perfeita. [149]

149 No curso de entrevistas com vegetalistas e seus pacientes que eu encontrei várias narrações em que a cura se dá através de imagens, seja em visões ou em sonhos ... Clodomir Monteiro da Silva relata que Sebastião Costa, um discípulo de Irineu Serra, fundador da igreja de Santo Daime (ayahuasca) no Brasil, foi "operado" sob os efeitos da bebida. Ele viu seu corpo deitado na frente dele, e dois homens chegaram com instrumentos, retirados os seus ossos e colocá-los de volta em seu corpo, abriu o seu corpo, e levou um pedaço quadrado a partir do qual três pequenos animais vieram que foram a causa da doença (Monteiro 1985:104-5).
Isto parece sugerir que, nas visões dos pacientes ou o xamã metaforicamente decreta o processo de cura, e é essa visualização que realiza a cura (cf. Achterberg, 1985).

Notas
[1] Uma idéia similar foi descrita pela antropóloga alemã Angelika Gebhart-Sayer. Em 1981, enquanto realizava trabalho de campo em Caimito, uma pequena localidade ao longo do Rio Ucayali, na amazônia peruana, seus amigos índios afligiram-se com um estranho fenômeno de luzes nas montanhas, e que eles interpretaram como uma nova tática das pessoas brancas para penetrar em seu território tribal. Quando eles se aproximaram, as luzes desapareceram. Gebhart-Sayer disse Ter visto inexplicáveis luzes amarelas se movendo a 400 metros de distância e a um metro do chão. Ela não encontrou nenhuma explicação lógica para o que viu. Joe Santos, o shaman, acalmou as pessoas, explicando que nas visões proporcionadas pela ayahuasca ele entendeu o que era aquilo: um aeroplano dourado com grandes lâmpadas e uma bela decoração. O piloto, um distinto inca. Às vezes, ele vestia as roupas modernas das pessoas brancas, às vezes uma preciosa cushma inca (tradicional vestimenta masculina). Nós saudamos os outros, mas não falamos, porque nós conhecíamos seus pensamentos. Então ele se afastou. Entretanto, o momento não é adequado para ele falar. Os incas querem aliar-se com eles, para poder derrotar os brancos e mestiços, e estabelecerem um grande império no qual nós viveremos sua vida tradicional, e possuiremos as comodidades incas e brancas. O tempo chegará em breve, no qual ele trará surpresas e orientações.
[2] Um interessante exemplo da cosmologia Cuna foi relatado por Gomez: as estrelas são luzes de um nível de habitações (mundos) da natureza, que é intermediário entre corpos sólidos e o ar. Aquelas moradas são habitadas por belas mulheres que à noite vestem roupas de tecidos brilhantes, acessos por lâmpadas, semelhantes àquelas das pessoas brancas. Elas se reproduzem por meio de “Paptummatti” (literalmente, o Grande Pai) sem a intervenção de homens, sempre dando a luz à mulheres. Elas se movem de uma casa para outras por meio de naves douradas com as quais também viajam a outros mundos, ocasionalmente descendo a algum deles para transportar em seus veículos aquelas pessoas merecedoras de um favor divino. 

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

O que é Blu-Ray? para que serve ?


Primeiro eram os disquetes que mudavam de formato, depois surgiram os CD´s e por último os DVD´s, qual será o futuro do armazenamento de dados? Após uma longa batalha contra o HD-DVD (DVD de alta definição), surge o vencedor que vai guardar seus dados dentro de pouco tempo: o Blu Ray.Esta é a marca registrada do formato.

Os filmes em alta definição exigiam que um novo formato de mídia fosse criado para suportar algumas horas nessa densidade de dados. Para atender a esta demanda, o Blu-Ray (ou raio azul) foi desenvolvido por empresas filiadas à Sony e recebeu este nome por causa da cor do seu raio de leitura. O disco é capaz de armazenar mais informação e a uma taxa de transferência superior a de um disco de DVD e ainda é mais resistente a riscos e obstruções por sujeira.
Discos de 50 GB

O novo formato é capaz de armazenar 25 GB de informação com uma camada simples e 50 GB com duas camadas, mas existem modelos de 100 GB, com quatro camadas, e projetos para 200 GB, com até oito camadas! Além do disco de apenas leitura, existem formatos que permitem a gravação permanente e a regravação doméstica do disco. Os leitores de Blu-Ray possuem suporte para menus modernos e o vídeo game Playstation 3 adotou o formato como disco padrão para seus jogo.
Disco Blu-Ray já está sendo comercializado.
Leitores, gravadores e mídias Blu-Ray podem ser encontradas no mercado Brasileiro, mas é preciso estar preparado para isto. É necessário utilizar softwares compatíveis com o formato como: Okoker Blu-Ray DVD BurnerAshampoo Burning StudioAVS CD/DVD/BD Data Burner eAstroburn. Outras ferramentas permitem a você retirar ou alterar o código de região do seu disco como o Blu-ray Region Code Remover e recuperar os dados de discos danificados como o CD Recovery Toolbox.
Compare as mídias.
Com a possibilidade de guardar muito mais informação e de aumentar a definição dos seus filmes em um disco com as mesmas dimensões, não queira continuar preso ao passado. Em pouco tempo continuar utilizando CD´s e DVD´s será como encontrar alguém carregando uma pasta cheia de disquetes na rua.


Blu-ray, também conhecido como BD (de Blu-ray Disc) é um formato de disco óptico da nova geração de 12 cm de diâmetro (igual ao CD e DVD) para vídeo de alta definição e armazenamento de dados de alta densidade. O disco Blu-Ray faz uso de um laser de cor violeta, cujo comprimento de onda é 405 nanometros, permitindo gravar mais informação num disco do mesmo tamanho usado por tecnologias anteriores (o DVD usa um laser de cor vermelha de 650 nanometros).
laser armazenamento cd dvd bluray

sábado, 31 de dezembro de 2011

POÇÃO DE DOMINAÇÃO


POÇÃO DE DOMINAÇÃO
 Saudações! Se você ainda está em dúvida sobre realizar um ritual de Amarração Suméria dada a impossibilidade do regresso após o arrependimento, aqui ensinarei uma poção que irá lhe ajudar a ter determinado controle sobre os ímpetos e desejos da pessoa desejada quando sob o efeito desta poção. Devo no entanto alerta-los de que embora bastante efetivo os efeitos, eles não são permanentes como em uma AMARRAÇÃO SUMÉRIA, porém se você acredita mesmo que a pessoa ainda te ama, mas que por algum motivo alheio a sua vontade “algo” esteja atrapalhando vocês dois, está poção poderá sim ser a sua “salvação”, pois diferente da Amarração Amorosa, a Poção vai interagir no ímpeto sexual da pessoa, deixando-a de uma forma geral mais maleável, suscetível às suas vontades, mais “mansa” no dito popular.
 Siga exatamente cada procedimento para a preparação da poção para que você possa desfrutar em sua plenitude dos seus efeitos.
 Embora o ritual esteja bem detalhado, caso haja alguma dúvida pode me enviar um email, detalhando a sua dúvida que o auxiliarei nesta questão.
PREPARAÇÃO DO CERIMONIAL
 Em um lugar onde você não seja incomodado por ninguém que não esteja envolvido no cerimonial, prepare o Circulo de Consagração e Manifestação da Chama da Luz Violeta e coloque no canto Leste do Local. Em Seguida, na posição Sul prepare o circulo de invocação com o pequeno altar no centro dele. À três passos fora do circulo de invocação, à Oeste, posicione o Sino de Consagração. No Centro Meridional prepare o Circulo Mágico.


Inicie o Ritual em uma Sexta Feira de Lua Crescente às 23h00.
Vista-se com suas vestes cerimoniais, e acenda a vela branca. Esta vela será utilizada para acender todas as outras velas do cerimonial.
Faça a invocação da Chama da Luz violeta. Acenda Primeiro as Velas e depois o incenso. Faça a Oração de invocação da Chama da Luz Violeta:

“El Zi Kia Kanpa

El Zi Anna Kanpa
El Dingir Kia Kanpa
El Dingir Anna Kanpa
 Ouça-me Deus MARUTUKKU
Venha à mim pelos poderes etéreos do mundo ARRA
E responda a minha oração com urgência.
El Zi Kia Kanpa
El Zi Anna Kanpa”

Logo em seguida feche os olhos e respire profundamente. Sinta o cheiro das Violetas entrarem em seus pulmões, assim como o calor das chamas das velas aquecerem seu corpo. Concentre-se por alguns minutos e então vá até o circulo de invocação. No Centro do circulo você irá se prostar (se ajoelhar) diante do altar e acenderá as duas velas que ali estão. Em seguida, olhando fixamente para o espelho que está nele, inicie a conjuração de invocação:


" Caput mortum, imperet tibi Dominus per vivum et devotum serpentem!
Cherub, imperet tibi Dominus per Adam Jot-Chavah.
Áquila errans, imperet tibi Dominus per alas Tauri!
Serpens, imperet tibi Dominus tetragrammaton per angelum et leonem!
Amón-Rá... Bastet... Sekmeth... Anubis...
Fluat odor per spiritum Elohim.
Maneat terrae per Adam Jot-Chavah!
Fiat firmamentum per Iahuvehu-Sabaoth.
Fiat judicium per ignem in virtute Amon-Rá...


Terminada a conjuração, tire suas vestes cerimoniais e saia de dentro do circulo em direção ao sino cerimonial, e o toque 03 vezes, enquanto repete a cada toque:
1º Toque
Minha energia alimenta teu poder
2º Toque
Minha Luxuria banha teu espírito
3º Toque
Meu desejo alimenta o teu desejo

Em seguida vá até o Circulo Mágico Cerimonial e acenda, uma a uma as velas vermelhas. Em cada vela, acesa repita a conjuração de proteção:
 “In isto sale sit sapientia, et ab omni corruptione servet mentes nostros et corpora nostra, per Hochmael et in virtute Ruach-Hochmael, recedant ab isto fantasmata hylae ut sit sal coelestis, sal terrae et terris salis, ut nutrie turbos triturans et addat spei nostrae cornua auri volantis.
 Depois de acender a 8ª vela, apague a vela branca em suas mãos, e a deixe ao lado da 1ª vela vermelha que foi acesa.


Retire do altar os materiais na ordem abaixo para mistura-los um a um no caldeirão.
 1º - 10g de Espírito de Sal Amoníaco (Repita: In isto sale sit sapientia!)
 2º - 1 Pedra D’Ara (Repita: In isto pedrae sit sapientia!)
 3º - 3 ½ galhos de Alecrim (Repita: In isto paleo sit sapientia!)
 4º - 3g de Funcho em pó (Repita: In isto funccsio sit sapientia!)
 5º - 3 lascas de 1 1/2cm de Mármore Branco (Repita: In isto pedrae sit sapientia!)
 6º - 25 semente de feto inteira (Repita: In isto plantios sit sapientia!)
 7º - 3 ¼ g de Semente de Malva em pó (Repita: In isto palntios sit sapientia!)
 8º - 2½ Sementes de mostarda (Repita: In isto sale sit sapientia!)
 9º - 3 grãos moídos de olíbano da Somália (Repita: In isto pedrae sit sapientia!)
10º - 1 (uma) Raiz de pêlo de um cão preto (Repita: Cherub, imperet tibi Dominus!)
11º - 3 gotas de sangue de uma cadela toda negra no cio (Cherub, imperet tibi Dominus!)
12º - 17g de raspas da Caveira de um Defunto (Cherub, imperet tibi Dominus!)
13º - 85ml de Orvalho da manhã (Áquila errans, imperet tibi Dominus!)
14º - ½ Litro de Essência de Verbena (Áquila errans, imperet tibi Dominus!)
Depois de colocado todos os itens dentro do caldeirão, acenda-o e deixe a mistura ferver girando sempre no sentido anti-horario, enquanto repete o seguinte encantamento:
Nos te nos precor ó Deo , Liberalis ex Aer QUOD ex Terra QUOD ut of totus of is quam is est ut futurus in is , Emineo QUOD invisible , Quam is est vobis usus tendo Handpicked vox ex vestri is can In thema illorum creatura of elementum QUOD santificá las puteus in Vestri Sanctus Nomen. Sino quam is est ut is sal salis EGO succurro valetudo somes QUOD is aqua valetudo ex Animus , Quod ut totus of is can ex adverseness QUOD universitas illusion QUOD simultas ex malum they may exsisto profugus Procul locus ubi utriusque si they may vado adsuesco assuesco , Gratia Yeshua Iugum nostrum Eripio. Amén.
 Em aproximadamente 45 minutos o preparo deverá estar pronto. Apague o fogo e deixe a poção esfriar por cerca de 12 horas coberta por um pano vermelho.
 Coloque as vestes cerimoniais e apague as velas vermelhas uma a uma começando pela ultima que você acendeu.
 Após o período de 12 horas você deverá retirar o pano de cima do caldeirão e com a colher de pau que usou para mexer a poção, retire os itens sólidos que ainda existirem na poção.
 Coe a mistura despejando-a do caldeirão para o vidrinho que você preparou previamente para guardar esta poção.
 Modo de usar:
Quando quiser lançar o feitiço da pessoa, para torna-la mais recepitiva, mansa e apaixonada, borrife discretamente um pouco da poção sobre a pessoa, enquanto repete a seguinte oração:
PAAX TIBI SUN SENSUM CONTERIT IN AMORE ME!

Email: travlerscorpion@hotmail.com

Namarie!
Illidan Radagast - Mago Negro
Ordem dos Istari - Dinanstia Romuriana

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

CULTO A Santa Morte


Notícia curiosa vinculada no site da BBC Brasil, ontem. Um Culto místico muito curioso vem ganhando muitos adeptos na Cidade do México. A reportagem constatou que em um Bairro chamado Tepito, uma mulher de nome Enriqueta Romero, criou um templo para devoção à Santa Morte. O objeto de adoração é representado por um esqueleto feminino. A localização do templo é considerada um sinal da ligação do culto aos criminosos, pois a área é considerada uma das mais perigosas da cidade e refúgio de bandidos.Por ser o México um país muito católico, obviamente a Igreja rejeita tal culto, afirmando não passar de uma superstição "e tem um elemento diabólico". "A Santa Morte é inaceitável, é impossível ser católico e ser devoto da Santa Morte, afirma o porta-voz da Igreja no México, Hugo Valdemar".

Pelo fato ter ocorrido recentemente causou uma certa perplexidade, pois muitos desconhecem, ou desconheciam, como eu, que o Culto à Santa Morte já existe há algum tempo, e também é conhecida como Doña Sebastiana ou "La Santa Muerte". Fiz uma rápida pesquisa sobre o assunto e constatei que "em 24 de março de 2009, autoridades mexicanas destruíram 30 capelas dedicadas a Santa Morte nas cidades de Nuevo Laredo e Tijuana em resposta às suas fortes associações com traficantes de drogas e a pedido de moradores locais". Este dado foi editado na Wikipédia com referência ao artigo publicado no site Signon San Diego, sob o título: New front in war on drug gangs, ou seja, Novafrente na guerra contra as quadrilhas de traficantes (em tradução livre-Google).

Esta prática esquisita e estranha, para não dizer curiosíssima, seria mais um dessas crendices populares que nascem fortuitamente do inconsciente coletivo e aos poucos ganham ares de religião. Interessante notar que, para uma pessoa se tornar um santo, ou santa, é necessário primeiramente que tenha levado uma vida exemplar sem vícios e sem pecados. Passe pelo processo de beatificação, e para tanto teria que comprovadamente, ter realizado um milagre. Testemunhado pela pessoa, ou pessoas que teriam recebido a graça. Seguindo assim para o reconhecimento de "Santo", em conformidade com as Leis e Normas específicas, determinadas pela Igreja Católica. Já em outras grandes religiões este processo não existe. Não é isso?

Enfim, religião e crenças, são caminhos perigosos. Também não é o nosso negócio fazer disso um assunto recorrente por aqui. Porém, no caso dessa reportagem, uma coisa realmente intriga: o objeto de devoção ser um esqueleto feminino. Na verdade uma Caveira! Estranho. Muito estranho. Não acha?

Fique com o vídeo da reportagem:

O mundo dos Ciganos - Uma História

O mundo dos Ciganos - Uma História

Vamos apresentar uma série de posts abordando sobre a vida dessa grande familia que são os ciganos , a começarmos pela sua história.

A história dos ciganos pode ser dividida em três partes: a origem, a dispersão e a situação atual. Como, porém, em uma parte posterior deste trabalho será aprofundado o item situação atual, não cabe neste capítulo relativo à história abordar esses dados. Serão apresentadas, então, as questões ligadas a sua origem até a chegada ao Brasil.

Os ciganos fazem parte de uma etnia de cultura própria, rica, já que por variadas razões encontram-se dispersos por todo o mundo, tendo passado, em suas andanças, por diferentes países, legando e enriquecendo a sua cultura. Uma pequena parcela, hoje em dia, ainda é nômade, mas a maioria, como no caso dos ciganos do Rio de Janeiro, é seminômade e sedentária.

Segundo Arthur R. Ivatts, sociólogo, educador britânico e assessor da Comissão Consultiva para a Educação dos Ciganos e Outros Nômades, a concentração maior desse povo fica na Europa, ou seja, da população mundial cigana, mais ou menos a metade é residente na Europa, sendo que dois terços na Europa Oriental, e, parte reside ainda, no norte e no sul da África, no Egito, na Argélia e no Sudão. Nas Américas, o contingente está distribuído dos Estados Unidos à Argentina, tendo uma maior concentração no território brasileiro.

Devido ao modo de vida cigano, é difícil calcular o número exato deles, mas, segundo Ivatts, em 1975, sem contar com a Índia e o sudeste asiático, os ciganos eram, em média, cerca de sete a oito milhões em todo o mundo.

Antes de desenvolver o tema, é preciso deixar claro que o termo cigano é genérico, assim como índio, ou seja, dentro dessa etnia existem subdivisões e, nelas, existem famílias que fazem das tradições uma cultura própria de acordo com o subgrupo ao qual pertencem. No Brasil, mais particularmente no Rio de Janeiro, existem dois grandes grupos de ciganos: o Rom e o Calom.


O grupo Rom é mais disperso, pois, devido a sua origem extra-Ibérica, é encontrado no mundo todo, da União Soviética à Argentina. São os considerados ciganos autênticos e tradicionais. No Rio de Janeiro, foram contactadas famílias de três grupos rons: o Kalderash, o Khorakhanè e o Ragare.


Os nomes dos subgrupos são apresentados por força de uma profissão própria e predominante na família através dos tempos, como os kalderashès (ferreiros, caldeireiros, produtores de panelas, parafusos, utensílios, chaves, pregos, ferramentas, selas, cintos e outros objetos de couro). Alguns são exibidores de feras amestradas, os circenses (lovares) e (manushes). Outros ainda, que eram antigos negociantes de cavalos, atualmente, negociam com carros, sendo também exímios comerciantes, mecânicos e lanterneiros, como os ciganos do grupo Calom. Há também os que vendem ouro, jóias, roupas, tapetes, que são os mercadores ambulantes ou feirantes.


Os ciganos do grupo Calom situam-se, na Espanha — particularmente em Andaluzia, onde existe a maior concentração de calons — em Portugal, na África do Norte e no sul da França, são os chamados ciganos Ibéricos. Há muitos anos, alguns desse grupo foram deportados ou emigraram para as Américas, existindo, assim, uma grande parte desses ciganos no Brasil.


Diferenciam-se dos rons ( Romá) pelo aspecto físico, dialeto e costumes. Sua maioria encontra-se nômade, principalmente no Norte e Nordeste, mas uma grande parte já está totalmente sedentarizada, principalmente no Rio de Janeiro. Muitos exercem profissões ligadas à justiça: juízes, promotores, advogados, oficiais de justiça e policiais.


Os grupos e os subgrupos serão conhecidos minuciosamente no decorrer deste trabalho, mas, para finalizar essa visão histórica, é importante mencionar que o termo rom significa cigano para qualquer cigano, pois calom, como são conhecidos os ciganos Ibéricos, é o dialeto utilizado por estes desde a época da repressão na Espanha e em Portugal. O Romanês ou Romani, língua mundial cigana, traz a palavra rom significando homem, cigano e marido.